Água e Isotônico, quando beber?

Confira dicas para se hidratar da melhor forma possível para os seus treinos e corridas

Água e isotônico - qual beber?
Água e isotônico – qual beber?

A hidratação é um dos pontos fundamentais da corrida e de quem pratica esporte em geral. Mas você sabe quanto de água precisa para repor a perda de líquidos? E os isotônicos, quando é melhor usar? Conversamos com a nutricionista Angelina Zapponi, da AZ Nutri, para entender melhor sobre o assunto.

De acordo com a especialista, calcula-se uma média de 500 ml a um litro de água a cada hora de corrida (100 a 200 ml a cada 10/15 minutos). “A quantidade ideal dependerá da temperatura ambiente no dia do treino ou prova e da atmosfera (seca ou húmida)”, afirma. O calor faz com que a perda de líquidos seja maior e, consequentemente, mais água seja necessária para repor.

Já o isotônico deve ser ingerido apenas em corridas com mais de uma hora de duração para repor os eletrólitos, sais minerais e carboidratos para não prejudicar a performance do corredor. “Na ausência da suplementação adequada, o atleta poderá sentir cãibras, queda de desempenho, hipoglicemia, além de favorecer a perda de massa muscular e aumentar o risco de lesões”, complementa. Vale destacar que os géis de carboidrato também devem ser consumidos apenas em treinos mais longos. Ingerir isotônicos sem a necessidade podem causar problemas. “A longo prazo, poderá promover sobrecarga renal, além de ganho de peso”, comenta.

A nutricionista dá mais algumas dicas para não errar quando o assunto é hidratação nos treinos e competições:

Beba dois copos (500 ml) de água uma hora antes de se exercitar;
Pese-se antes e depois da corrida para ter uma ideia de quanto líquido perdeu e precisará repor para manter o mesmo peso de antes. Esse controle ajuda, principalmente, nos dias mais quentes, em que a perda de líquidos é maior;
Hidrate-se imediatamente depois da atividade e mantenha o corpo sempre bem abastecido para facilitar a recuperação muscular.

Foto: UOL – Fonte: Sua Corrida